quinta-feira, 7 de julho de 2011

O 'humilde' Botinelli

Satisfeitíssimo com o gol que decidiu a vitória de 1 a 0 sobre o São Paulo pela oitava rodada do Brasileirão, o meia Darío Botinelli afirmou que, apesar de não estar entre os 11 preferidos de Vanderlei Luxemburgo, sempre estará disposto a entrar para ajudar seus companheiros.

"Sempre entro para ajudar e isso é o mais importante. Temos um elenco grande e forte”, disse, humildemente, camisa 18 do Fla.

Discurso de jogador pouco ambicioso? Talvez. Mas o fato é que o atleta tem servido ao técnico e já é admirado pelos torcedores como peça importantíssima no elenco, mesmo de reposição. A comemoração após o gol salvador mostrou isso. Abraçado por todos os companheiros e exaltado pela nação.

A jogada do tento, que começou nos pés do também reserva Negueba e foi parar no fundo das redes com o chute do argentino, segundo o amigo Thiago Neves, foi uma amostra da verdadeira qualidade que possui esse grupo do Flamengo. O meia, que também participou do lance com um bonito corta-luz, comentou que só deixou a bola passar entre suas pernas porque Botinelli, aos berros em espanhol, avisou.

“Escutei o Botinelli pedir a bola e imaginei que estaria melhor colocado. Acabou valendo a pena pelo gol que ele fez. Foi importante para todos. Fiquei feliz pela jogada e, claro, pela vitória”, disse o Thiago.

Além dos três pontos de praxe, a vitória (que foi a terceira consecutiva) elevou a auto-estima dos jogadores do Flamengo. Vencer o São Paulo, mesmo que em casa, não é e não será tarefa fácil para qualquer time no campeonato, visto que o tricolor é um dos times que sempre brigam pelo título.